fbpx

8 Dicas de Empreendedorismo para Revendedoras de Semijoias

8 dicas de Empreendedorismo para Revendedoras de Semijoias

8 Dicas de Empreendedorismo para Revendedoras de Semijoias

1848 1044 Metaus

Gente, o mês de Março, foi muito especial pra nós, não só porque foi o mês da Mulher, mas como vocês sabem, no dia 08 tivemos uma palestra incrível com a Simone Nascif, que é uma Coach super renomada e especialista em pessoas de sucesso, nossa cara né?

Ahhhhhh nossas Revendedoras são mulheres de muito sucesso, e por isso a gente fez tanta questão de dar esse presente pra vocês. Aliás se você quiser saber mais sobre o trabalho dela, dá um clique aqui: https://www.facebook.com/coachsimonenascif/ – vale à pena conferir 😉

Nesta ocasião ela respondeu 7 perguntas de clientes dando dicas super especiais para nosso segmento, e ainda deixou uma dica bônus no final.

Preparadas? Então vem com a gente.

Todo mundo já nasce com o sucesso nas veias

Todas as pessoas, são pessoas de sucesso?

Cliente: Não quis se identificar.

SIMONE: “Primeira coisa: O que é sucesso pra você? Primeiro é preciso definir essa palavra _ O que é sucesso? Sucesso para uns, pode ser ganhar 10 mil reais por mês, conquistar casa, carro, viagem… e sucesso pra outros, não é isso, então, todo mundo tem sucesso; Pra começar, todo mundo tem sucesso, nós nascemos para o sucesso, e o sucesso é uma coisa que não está linkado ao dinheiro, ao montante que você ganha, mas, com a sua felicidade, com seu prazer em fazer aquilo que você ama; Isso é muito importante.

Vocês trabalham com a profissão mais antiga do mundo, que é o ato de vender. Não é todo mundo que tem esse talento não… é um talento, vender é um talento, e principalmente vender algo que deixa você mais feliz. Você vende algo que a mulher encanta, então, nem é vender, é encantar o cliente, então isso tem que ter paixão, tem que querer, e isso tem muito a ver com o que é o sucesso.
Sucesso é quando você se apaixona por aquilo que você faz, quando você realmente é feliz com aquilo que você faz… _Ah Simone, dinheiro trás sucesso_ Lógico, todo mundo gosta de dinheiro, só que tem, de não estar linkado, você pode ter muito dinheiro e não ter sucesso. Então sucesso, é uma coisa da alma, é uma coisa de dentro pra fora. Então respondendo à pergunta: Todas vocês tem sucesso e todas vocês são vencedoras.”

 

O que fazer quando quero desistir de tudo?O que fazer com a vontade de desistir de tudo?

Cliente: Não quis se identificar.

SIMONE: “Isso é normal? Normal demais, normalíssimo. Todo mundo tem o desejo de desistir de tudo, principalmente quando a gente tá com dificuldade de atingir nossas metas. Então, isso é uma coisa muito séria, olha, toda conquista, ela tem uma coisa que a gente chama hoje em dia de autodesenvolvimento. Este autodesenvolvimento é assim: Por que eu tenho vontade de desistir de tudo?

É uma pergunta pra você entender a sua emoção, então, quando você está com vontade de desistir de tudo, de chutar o pau da barraca, quer ir embora, desistir da vida, que as coisas não estão dando certo, a primeira coisa que a gente tem de fazer é, parar, respirar e fazer a pergunta, por que? Qual é a emoção que eu estou tendo neste exato momento da minha vida? Que gerou isto? Então este autoconhecimento, é uma coisa que a gente faz no nosso dia a dia, essas perguntas… É muito importante entender que, você é pura emoção! Tá? Nós falamos com emoção, nós vendemos com emoção, e essa emoção, é fruto do nosso pensamento.

Tudo o que você pensa sobre você mesma gera uma emoção, e essa emoção gera uma energia. Então, se você vai se encontrar com sua cliente e fala:  _Nossa! Aquela cliente é dificílima de lidar, não vou conseguir_ provavelmente você não vai conseguir.
Levantei no dia de hoje: _Nossa! A vida tá difícil_ continuará sendo difícil. O poder que você tem do pensamento, é a sua chave da energia, e é a sua chave do sucesso também, tudo está interligado, uma coisa tá ligada à outra.

Então, o que eu falo pra vocês com absoluta certeza: Você é a energia que você emana!
Se você é uma pessoa que se considera vencedora, é isso que você vende, é isso que você mostra para as pessoas. Você mostra alegria, você mostra empenho, comprometimento, que vai dar certo, você é uma pessoa legal, é bom ficar perto de você… Agora, caso contrário, não! Aquilo que a gente emana, é aquilo que a gente atrai, e isso é muito importante a gente entender. Quando a gente entende isso, quando a gente faz as perguntas do nosso autoconhecimento, a gente perde esse desejo de desistir de tudo, porque a gente sabe exatamente o motivo, o porquê que isso tá acontecendo. Então isso é muito importante!

Eu gosto de falar sobre este assunto, eu acho que ele é transformador, que vive, que muda sua vida. Ele muda, muda a partir do momento que você tem isso em sua consciência, que você entende que você é aquilo que você emana, as coisas mudam, elas vibram de forma diferente. Você começa a conquistar coisas, de repente a vida começa a dar tudo certo, você fala: _Gente, tô numa maré boa!_ Não é a maré, é a sua energia, a energia que você tá emanando que é favorável à você.

Muito cuidado com isso, com esses picos que você tem de desânimo, até os picos que a gente tem, em que ficamos mais tristes, um momento mais depressivo… isso reflete na sua carreira, isso reflete nos seus negócios, reflete na sua venda. Então, conhecer você mesma, conhecer as suas emoções, entender o porquê que você está daquele jeito, naquele dia, naquele momento, naquela hora, é fundamental. Fundamental pra gente romper essa barreira e continuar seguindo outras coisas.

 

Como melhorar a relação com minhas clientes, fazer com que consiga agregar valor à venda?

PERGUNTA da Ana Laura de Pindamonhangaba SP.

SIMONE: Existe outra palavra no momento que é: ENGAJAMENTO! Você precisa engajar a sua cliente nos seus objetivos. É isso! E como que faz isso? Como que engaja? Como que conquista? Você só engaja, se ela olha pra você e enxerga algo dela. Então não é difícil. Vamos supor, você vai vender pra mim, você sabe que eu sou super ocupada, sabe que eu gosto de santo, de energia, de coisas que vibram bem. Você já tem ali no kit, coisas que falam com essa mulher, você já engaja no gosto dela.

Outra coisa, você engaja, quando você fala a mesma linguagem, quando você entende o cliente, quando você olha pra ele e entende o comportamento dele. Essa leitura fina, de quem é o outro, você só vai ter, quando você entender quem é você. É um treino, tudo é um treino.

Então pra engajar a cliente, você tem que se auto conhecer, e essa habilidade que a gente desenvolve em entender a outra, entender sua cliente, entender o que ela pensa, entender o momento dela… Se ela tá com pressa, se não tá com pressa. Se ela tá passando por um momento difícil no casamento ou não tá. Se tá passando por problemas com filho, saúde, desemprego… tem uma série de coisas que você sabe sobre a cliente. No momento da venda, você tá falando e sabe até se ela torce pro Corinthians ou pro Palmeiras, alguma coisa essa cliente tem que você pode engajar.

Em engajamento, eu trabalho muito com a verdade. Você tem que ser sincera com as pessoas, e você tem que ser verdadeira, isso dá engajamento, e ao mesmo tempo, o que a gente pode fazer? A gente tendo essa consciência: eu preciso engajar!, você fica um pouco mais profissional com isso, você fica mais atenta. Cada cliente é um, não tem isso de todo cliente tem de ser atendido da mesma forma, não não! Todo cliente deve ser atendido da forma que o cliente quer. Muito cuidado com formas padronizadas, igual telemarketing, você liga: “oi boa tarde…”, e sempre repetem a mesma coisa, é um padrão… Não! Principalmente com Semijoias, principalmente com beleza, principalmente com beleza feminina.

A mulher é muito mais sensível à qualquer mudança de comportamento, de humor, com aquilo que você fala, com aquilo que você olha, ela é mais sensível a isso. Então muito cuidado, e prestem bem atenção, cada cliente é uma cliente, e você deve atende-la como ela gostaria de ser atendida. E como eu faço isso? Lendo. Lendo a pessoa com habilidade que você tem de observar o comportamento; Ouvir com atenção o que sua cliente fala, por exemplo: Eu não gosto de brincos grandes, então não me ofereça brincos grandes… tem gente que insiste, que oferece, já sabe que não é o padrão da cliente, não oferece.

Quando você vai fazer uma venda, para qualquer uma que seja, em qualquer lugar, você já se prepara antes. Ah, eu vou lá na Simone e ela vai ver meu kit. Tá, quem é a Simone? É uma executiva, uma coach, uma mind coach. Quem é seu cliente? Já traça o perfil, e esse perfil vai te dar uma possibilidade de venda. Se você conseguir, toda vez fazer isso, com bastante critério, bastante consciência, você vai ter o engajamento correto.

Dentro da linguagem da web, a gente fala: “tem que engajar”; Por que? Porque você engaja naquilo que você se identifica, aquilo que você fala, _Nossa, olha aquilo que ela tá falando; Ela tá falando exatamente aquilo que eu estou precisando ouvir._ Aí surge o engajamento, aí surge a satisfação do cliente.

 

Dicas de Revendedoras de SemijoiasQual a melhor forma de abordar pessoas que não conheço passando segurança ao iniciar uma venda?

PERGUNTA da Magalí de Francisco Beltrão PR.

SIMONE: Primeira coisa, você tem conhecimento “absoluto” do seu produto, daquilo que você está vendendo; Segunda coisa, você “ama” o que você faz, ama, você é apaixonada por aquilo, você entende daquilo. Bom, só que, prestem bem atenção, você não vende joia, semijoia, bijuteria, não, você vende: encantamento, você vende beleza, você vende sensualidade, a mulher vai ficar mais bonita; Então quando você inicia uma venda, como que faz?

Você começa com emoção sempre com emoção, sempre com a verdade e com a emoção, se você colocar a verdade e a emoção, em cada palavra que você falar com aquela cliente. Com certeza  ela vai se tornar uma grande cliente, vai comprar seus produtos.

Então muita sinceridade, seja sincera, ame aquilo que você faz, entenda seu produto, entenda os objetivos da sua empresa, e o mais importante tenha a habilidade de ouvir, ouvir com atenção, ler as entrelinhas, é o momento presente, não vá a uma cliente nova, pensando na conta para pagar, no filho, na secretaria que não veio, no carro que quebrou, não! Vá para aquela cliente e seja naquele momento, naqueles vinte minutos, esteja presente o tempo todo ali, focada naquilo que você tá fazendo e com certeza vai dar certo.

 

 

Perguntas e respostas sobre revenda de semijoiasQue tipos de erros podem prejudicar as minhas vendas?

PERGUNTA da Adriana de Maringá PR.

SIMONE: Bom Adriana, é você: Não ouvir o cliente primeiro, e oferecer algo que não tem nada a ver com ele. Isso é uma coisa que prejudica muito a venda.

Uma vendedora, precisa ser simpática, carismática, ela tem que falar, não existe vendedor mudo, ela tem que falar, mas ela não pode falar demais… Ela tem que ser elegante, você tem que ser elegante, tem que ser aquela pessoa na medida certa, no tempo certo, na quantidade certa; E outra coisa, você reflete seu produto, então seu produto é beleza, seu produto é elegância, seu produto é encantamento, então você tem que ser assim.

Então por exemplo, é exigido de todas as vendedoras de maquiagem, que elas se maquiem, então é exigido de vocês que vocês estejam bem, que vocês estejam belas, que você esteja usando um produto que você vende. Como você vai chegar no cliente usando um produto de outra marca? Não! Sem cabimento. O cartão de visita e a vitrine de tudo o que você faz é você mesma, preste bem atenção nisso, e se você não tá fazendo isso, é um erro enorme, um erro enorme na sua vida.

Então muita atenção com isso que a gente faz. Às vezes a gente fala: “nossa, é muito radical”… Não, você tem que usar! É prioridade! Não só usar só isso… Se eu trabalho numa indústria de refrigerante, tá, eu posso tomar água, eu posso tomar suco, mas o refrigerante, provavelmente eu devo tomar daquela indústria que eu trabalho. Isso é comprometimento, é daí que vem seu salário.

Então entender o seu produto, estar com seu produto e apresentar o seu produto com encantamento para você mesma é fundamental e pro outro também. E as pessoas percebem isso, a gente acha que não, mas percebem, porque a leitura do outro, não é só aquela leitura objetiva, existe uma linguagem subliminar, existe algo que você não vê… Você vê a energia? Não… Você não vê a energia, você não pega a energia, você não enxerga o amor, você não enxerga a emoção, você não enxerga, você “sente”, você sente essas coisas, são coisas que não tem como a gente mensurar, mas elas são captadas pelo outro, então muita atenção nisso.

 

Estreitar laços com o cliente, pode prejudicar minhas vendas?

PERGUNTA da Vânia do RS.

SIMONE: Bom, eu sou muito crica com isso, muito, muito, muito. A palavra é, nessa pergunta Vânia, “limite”. Precisamos colocar limite. Porque, o que é estreitar laços com o cliente? Pode ser engajamento, que é a cliente, sentir bem com você, você fala a linguagem dela, ela gosta de você… e tudo isso, também pode ser amizade.

Ouvir o outro, ouvir aquela cliente, e o momento que ela tá passando, não quer dizer que você é a melhor amiga, aí você vai vender e a cliente chega e diz que tá com dificuldade financeira, que não sei o que, que não sei o que, que não sei o que, se você é a amiga dela como é que vai vender? E acaba não vendendo. O primeiro objetivo é você!

Não estou falando que a gente não pode ser amiga, não pode se relacionar, claro que pode, pode até participar de uma coisa ou outra, mas não misturar o que é pessoal com o que é profissional; Isso é uma linha muito tênue, muito fininha que tem, e quando a gente é muito amiga do cliente, essa linha se rompe, aí vira uma miscelânea, você não atinge os seus objetivos. Muitas vezes você fala algo profissional a pessoa leva pro pessoal, e muitas vezes você pode estar falando algo pessoal de verdade, não é profissional no ato daquela venda, então tem que ter muito cuidado, tudo é limite, tudo é moderação, tudo é compreensão né?

Tudo o que a gente tem que fazer nessa vida, tem que fazer por amor, é uma coisa que está nos seus olhos, tá na sua palavra, o amor, e quando você respeita isso, quando você tem o amor verdadeiro, genuíno por aquilo que você faz pelo outro, você é capaz sim de ouvir, de ser psicóloga, ser qualquer coisa da sua cliente, e ao mesmo tempo, ser uma profissional que atenda com seus produtos os desejos dela.

 

Como lidar com tanta inovação no mercado?  É necessário agregar tudo?

PERGUNTA da Carina Bastos de Camboriú SC.

SIMONE: Inovação em tudo né Carina?

Inovação em tecnologia, inovação em informação… Olha é necessário se manter atualizada, isso sem dúvida, principalmente para quem trabalha com vendas, para quem trabalha com o outro, se manter antenada.

Você tem que ser um radarzinho, você tem que saber falar um pouquinho de cada coisa, tem que falar as coisas que estão em evidência no país, as coisas que estão em evidência no mundo, e tem que saber usar a nova tecnologia.

Então assim, existe limite, eu não preciso agregar tudo, mas eu preciso estar atualizada naquilo que me faz bem, naquilo que vai trazer, que vai agregar alguma coisa pro meu trabalho, ou pra minha performance, ou pra minha vida pessoal. Então muitas vezes tem um aplicativo que você pode baixar no seu celular, que pode ajudar você na venda, pode te ajudar no controle financeiro, tem várias coisas; Ah é difícil… Não dá pra usar… Isso é o básico, isto é a tecnologia, isto é a modernidade, isto é a vida, então, necessariamente, você tem que se manter atualizada sim.

“Não Simone, mas aí como é que faz?”  Existe uma coisa muito importante, e é um hábito que tá sumindo da vida de todo mundo que se chama leitura. Você se mantém atualizada se você ler, e é um hábito que não te custa muito. Podem ser blogs na internet, blogs que realmente são informativos; As revistas das tendências, tudo isso tá disponível a gente vive numa era, de informação absoluta, nós nunca tivemos tanta informação como agora. Então não tem essa desculpa, “ah eu não tenho tempo”; ah eu não tenho dinheiro, ah eu não vou fazer um MBA… Não, não precisa disso. Às vezes chega gente aqui com 5, 6, MBA, eu falo: Para. Para tudo! Para de estudar, chega! Vamos pegar este conhecimento e colocar em prática.

Então não necessariamente você precisa se manter em um banco de escola sempre, mas, você precisa sim, estar atualizada com aquilo que agrega valor para você, e facilita sua vida, e mais ainda, que facilite a sua venda, facilite o seu negócio, isso é superimportante, essas ferramentas tem que ficar atenta. E tem mais, é muito fácil ficar desatualizada, é só você deixar uns quinze dias de lado, que o mundo já virou, a mudança é muito rápida então a gente tem que ser um pouco mais ágil nos dias atuais.

 

Dica bônus:  Aqui a Simone fez o fechamento da palestra com a dica de um livro muito bacana, que fala exatamente sobre a mulher e seu comportamento, que inclusive tem tudo a ver com nosso segmento e certamente vai ser de grande valor no seu crescimento como empreendedora, e empreendedora de sucesso, quer saber mais ? Então clica aqui.

 

 

 

Assista ao video da Palestra da Simone Nascif Completo:

Leave a Reply